JANEIRO BRANCO: MÊS DA SAÚDE MENTAL, SAÚDE MENTAL SEMPRE

Recebi este GIF via Whatsapp, espero que funcione na sua mídia
Falar de saúde mental é compreender que esta é, sem medo de ser audaciosa em minha posição, o território, o recurso natural, a tecnologia mais valiosa da existência que cabe ao ser humano explorar. Como ainda somos estrangeiros dentro de nós mesmos, apesar dos  importantes avanços que somos capazes de criar. 

As perspectivas de crescimento dos transtornos mentais e seus inegáveis danos à saúde e à produtividade por cada vez mais incapacitarem ao trabalho e ao desfrutar da vida, torna-se cada vez mais algo que não mais pode ser ignorado, daí a iniciativa de transformar o mês de Janeiro no mês da Saúde Mental -  JANEIRO BRANCO.

Em muitas ocasiões o PSICOLOGIA EM FOCO falou sobre o quanto se tornou insustentável manter a separação corpo e alma - O penso, logo existo de Descartes, somado a todos os pensadores que forjaram a estrutura e o funcionamento do Ocidente, tem se mostrado ineficaz ao longo dos anos para dar conta da comp…

Motivação e Liderança: pelas palavras de quem faz



fonte imagem:dignow.org.br

Os desafios das organizações envolvem, de forma intensa, a capacidade de seus líderes em engajar pessoas, de forma que elas trabalhem com felicidade e qualidade. Eduardo Saggioro, sócio-diretor da Visagio Engenharia de Gestão e Flávio Guimarães, sócio-diretor da Radix Engenharia e Software. Radix e Visagio são empresas  de referência com relação ao ambiente de trabalho e que tem obtido crescimento devido ao seu estilo de gestão.

Segundo Alice Ferruccio, diretora de conteúdo da ABRH-RJ, a maioria das definições sobre Motivação foca nos fatores externos  que "são vernizes que descascam e perdem brilho rapidamente, além disso não conseguem mobilizar a pessoa para a sua verdadeira motivação".

Ele acredita que a melhor maneira de despertar a motivação das pessoas é ajudar o líder a se autoconhecer e aceitar que tem imperfeições. Assim ele estará mais apto a preparar seus liderados para que eles possam "caminhar em direção ao desenvolvimento intelectual e psicológico".

"Pense grande e faça pequeno"

Para Eduardo Saggioro um grande passo rumo à motivação de equipes segue a linha do "pense grande e faça pequeno", ou seja, o líder deve mostrar à equipe como suas atividades no dia a dia, mesmo que operacionais e repetitivas contribuem para que se alcance um objetivo maior. "Por isso, ele deve conhecer muito bem cada pessoa, ouvi-las a todo o momento e, quanto maior a senioridade dessa pessoa, interferir menos em suas atividades, focando em alinhar as frentes de trabalho à visão da organização.

"Confio mais em vocês do que vocês em vocês"

Coach é um caminho, mas criar desafios é a chave para muitos sucessos. Flávio Guimarães diz que gosta de estabelecer metas e dsafios para motivar. Mas para o valor da motivação ser duradouro, deve haver uma comunicação clara e transparente, sem rodeios e com extrema proximidade. "O líder não é apenas aquele que abre a porta da sua sala, mas o que sai da sala, transita pela empresa e disponibiliza seu tempo para as suas pessoas", esclarece ele, ao reforçar o valor de se compartilhar questões profissionais e pessoais.

Flávio diz que não aprecia os modismos de "líder disso ou daquilo outro". O importante, segundo ele, é aquele que está à frente passar aos demais a sua  experiência e se colocar disponível ao desbravar novos segmentos do negócio. "Costumo dizer aos meus colaboradores: confio mais em vocês do que vocês a vocês mesmos" conta. Quando Flávio demonstra este sentimento, seus líderes atuam, nas palavras deles "com mais confiança por ter a percepção clara de que podem ir em frente".


Fonte: Jornal O GLOBO - Caderno Boa Chance 10/07/2011 p.2
Obs: Este texto se refere a um seminário que já ocorreu(14/07). Para maiores informações sobre o interessante tema, veja o site da ABRH - Associação Brasileira de Recursos Humanos www.abrhrj.org.br


Comentários

  1. Hoje, para se reconhecer um bom líder, deve-se observar a sua capacidade de formar novos líderes na corporação.
    Blessings,
    Ânima Coaching.

    Acesse: www.animacoaching.pg.com.br ou http://animacoaching.pg.com.br/blog/

    ResponderExcluir
  2. Concordo. Essa é uma atitude de empresas abertas à experimentações, não tão centralizadoras, o que ainda não é muito comum.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Seria ótimo saber o que você pensa, Comente...