JANEIRO BRANCO: MÊS DA SAÚDE MENTAL, SAÚDE MENTAL SEMPRE

Recebi este GIF via Whatsapp, espero que funcione na sua mídia
Falar de saúde mental é compreender que esta é, sem medo de ser audaciosa em minha posição, o território, o recurso natural, a tecnologia mais valiosa da existência que cabe ao ser humano explorar. Como ainda somos estrangeiros dentro de nós mesmos, apesar dos  importantes avanços que somos capazes de criar. 

As perspectivas de crescimento dos transtornos mentais e seus inegáveis danos à saúde e à produtividade por cada vez mais incapacitarem ao trabalho e ao desfrutar da vida, torna-se cada vez mais algo que não mais pode ser ignorado, daí a iniciativa de transformar o mês de Janeiro no mês da Saúde Mental -  JANEIRO BRANCO.

Em muitas ocasiões o PSICOLOGIA EM FOCO falou sobre o quanto se tornou insustentável manter a separação corpo e alma - O penso, logo existo de Descartes, somado a todos os pensadores que forjaram a estrutura e o funcionamento do Ocidente, tem se mostrado ineficaz ao longo dos anos para dar conta da comp…

Doença Mental - Uma visão

Na postagem anterior,falamos da importância de procurar ajuda psicológica como suporte temporário ao indivíduo que se encontra em crise ou buscando conhecer-se melhor, desmistificando essa procura como "incapacidade", "loucura".

Todavia, o sofrimento humano pode ter variados tipos de intensidade. O transtorno mental grave, na sua multiplicidade de causas, é uma "tonalidade forte" que envolve quem sofre, assim como quem convive com quem sofre - a família quase sempre não consegue lidar com o transtorno, o que acaba por afetar a todos.

Informação, troca de experiências ajudam a diminuir  a confusão e a solidão. Segue abaixo a divulgação de um curso gratuito a ser realizado no Instituto de Psiquiatria da UFRJ:


Instituto de Psiquiatria da UFRJ realiza curso para familiares de pacientes

Estão abertas as inscrições para o curso sobre transtornos mentais graves , como esquizofrenia, transtorno esquizoafetivo e transtorno bipolar, oferecido exclusivamente para familiares de pacientes que sofrem dessas doenças. O curso é uma iniciativa do Instituto de Psiquiatria da UFRJ (Ipub) e inclui uma posterior terapia em grupo. Com a disponibilidade de 50 vagas, os encontros ocorrerão aos sábados, de 10h às 12h, com previsão de início para maio/2011.

O curso faz parte de um programa coordenado pelo doutor Alexandre Keusen e pelo doutor Leonardo Palmeira, que pretendem oferecer diferentes cursos a cada semestre, dependendo da demanda. Para isso, no momento da inscrição será feito um cadastro, que deve ser realizado através do telefone (21) 2439-4269 (entrar em contato com a senhora Marismar). As inscrições estão abertas até o dia 29 de abril e passarão por uma triagem inicial e uma entrevista, para verificar se o candidato atende ao perfil do programa.

A inscrição, o curso e a terapia em grupo são gratuitos. Os encontros ocorrerão no IPUB, localizado na Av. Venceslau Brás, 71 – Fundos, Botafogo.



Comentários