JANEIRO BRANCO: MÊS DA SAÚDE MENTAL, SAÚDE MENTAL SEMPRE

Recebi este GIF via Whatsapp, espero que funcione na sua mídia
Falar de saúde mental é compreender que esta é, sem medo de ser audaciosa em minha posição, o território, o recurso natural, a tecnologia mais valiosa da existência que cabe ao ser humano explorar. Como ainda somos estrangeiros dentro de nós mesmos, apesar dos  importantes avanços que somos capazes de criar. 

As perspectivas de crescimento dos transtornos mentais e seus inegáveis danos à saúde e à produtividade por cada vez mais incapacitarem ao trabalho e ao desfrutar da vida, torna-se cada vez mais algo que não mais pode ser ignorado, daí a iniciativa de transformar o mês de Janeiro no mês da Saúde Mental -  JANEIRO BRANCO.

Em muitas ocasiões o PSICOLOGIA EM FOCO falou sobre o quanto se tornou insustentável manter a separação corpo e alma - O penso, logo existo de Descartes, somado a todos os pensadores que forjaram a estrutura e o funcionamento do Ocidente, tem se mostrado ineficaz ao longo dos anos para dar conta da comp…

Vi no grupo da psicóloga Sabina Vanderlei PSIC-COLÓGICA: É um tipo de discussão que me interessa

I Colóquio da Pós-Graduação em Psicologia Clínica da PUC-Rio

PSICOLOGIA E POLÍTICA:
UM DEBATE TRANSDISCIPLINAR

Política da psicologia: como pensar a multiplicação de correntes,
disciplinas e escolas teóricas? As várias psicanálises, as terapias
cognitivo-comportamentais, as terapias corporais, as terapias familiares,
gestalt-terapias, dentre outras, o diálogo com a filosofia, com o direito,
com a empresa, com as artes... Como fugir ao duplo impasse: disputa entre
diversas escolas - cada uma fechando-se sobre si mesma - ou relativismo
radical, onde as diferenças reais são anuladas?

Psicologia da política: não apenas a política dos partidos e governantes,
mas também a construção de nossos cotidianos e hábitos, a ética das
singularidades ou a moral dos padrões e maiorias. Os investimentos
desejantes são sociais, políticos ou micro-políticos. Mas, sob que
condições?

Certamente, é na ausência de consenso entre as diversas correntes teóricas,
dentro e fora da psicologia, e na multiplicação das sintomatologias,
diagnósticos e terapêuticas para o mundo atual, que pode haver debate,
criação e desejo.

Evento gratuito!

Vagas limitadas

inscrições pelo email:

coloquiopsicologiaepolitica@yahoo.com.br
Data: 04/12/2009
Horário: 08:30h às 19:00h.
Local: Sala 201L (Depto. de Psicologia da PUC-Rio)

Discentes Pós-Graduação Psicologia PUC-Rio

Comentários